Cliente que teve inflamação por causa de procedimento capilar deve ser indenizada

Uma mulher recorreu à justiça contra um salão de cabeleireiro, alegando ter sofrido danos físicos e morais, graças à um tratamento capilar realizado de forma imprudente. Ela alega que após uma assistente do salão se oferecer para realizar o tratamento, a mesma começou a sentir ardência e dores fortes na cabeça. Após o quadro apresentar significativa piora, gerando vômito e até a internação da autora, a mesma foi encaminhada para um neurologista e psicólogo, buscando reparar danos sérios à saúde. Após análise da substância, o magistrado constatou que o produto estava dentro das normas, porém a pessoa que realizou o procedimento, agiu com imprudência, se tornando responsável pelos danos físicos e psicológicos. Pereira Lima Advocacia: Av. dos Estados, 368 - Jardim Sumaré / Araçatuba-SP Fone: (18) 3305-8882


« voltar